: Mistério nas profundezas do oceano

Mistério nas profundezas do oceano

De acordo com a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Japão, menos de 5% dos oceanos foram exploradas, o que significa que existe muita coisa que o homem ainda desconhece sobre seu próprio planeta.

O fotógrafo japonês Yoji Ookata dedicou sua vida a descobrir os mistérios das profundezas, com 50 anos de experiência em mergulho, recentemente em um mergulho perto de Amami Oshima, no extremo sul do Japão, Yogi se deparou com algo que nunca tinha visto antes:

Padrões geométricos na areia com seis metros de diâmetro 
a 80 metros abaixo do nível do mar.



Seria ruínas de alguma civilização perdida, marcas deixadas por alguma enorme estrutura ou ainda poderia ser alguma arte alienígena como as que são feitas nas plantações.

Yoji chamou alguns colegas de uma equipe de TV para documentar as origens do que chamou de "círculo de mistério."



Usando câmeras subaquáticas a equipe descobriu que se trata de uma forma de arte orgânica, feita por um artista extraordinário, um pequeno baiacu de apenas alguns centímetros de comprimento.

O peixinho nada incansavelmente durante o dia e noite para criar estas enormes esculturas, ele arrasta uma das barbatanas na areia num eeforço que servem a uma variedade de funções importantes, a mais importante delas é atrair parceiros. Aparentemente, as fêmeas são atraídas para o centro do círculo onde põe os ovos, os sulcos mais tarde atuam como um tampão natural para as correntes maritimas e protegem a delicada prole.


Curtiu o peixinho artista?
.